web analytics

PCP apoia movimento nazista e diz-se antifascista

palestina nazi

Sabe-se publicamente que os comunistas apoiam Palestina incondicionalmente. Mas, quem são os palestinianos? Na última edição do Jornal o Avante o PCP voltou a reafirmar a sua solidariedade com o “povo” da Palestina.
 
Os laços entre Palestina e os Nazistas são históricos, e vêm desde a II Guerra Mundial. O uso do simbolismo nazista, que é desvalorizado pela imprensa no conflito Israel-Palestina, é assustadoramente comum entre grupos árabes palestinos – de islamistas como a Jihad Islâmica e o Hamas, ao próprio Fatah, partido de Mahmoud Abbas. O “Estado” de Palestina foi criado no Séc XX para reconquistar as cidades que já eram habitadas pelos judeus desde o Antigo Testamento.
 
Vários analistas têm apontado paralelos entre a organização juvenil do Hamas, que usa crianças como escudo humano e bombas-suicida, e a Juventude Hitleriana.
 
A “Autoridade Palestina”, que afirma ser a única entidade com legitimidade para representar o povo palestiniano, não foi escolhida em eleições. Auto-nomeou-se e nunca aceitou qualquer acordo de paz.
 
Apesar dos esquerdistas mentirem sobre os objectivos do conflito e sequência de factos, e de terem necessidade de dizer que os judeus “roubaram as terras” para conseguirem reunir o máximo de apoio popular a favor dos palestinianos, a verdade, é que os judeus são o verdadeiro povo nativo expulso daquela região, além de terem comprado legalmente as respectivas terras ao Império-Otomano, que também as saqueou e pilhou.