web analytics

Turistas revelaram porque já não frequentam mais Sesimbra

Pexitolândia

Dezenas de internautas, na última semana, revelaram nas redes sociais porque já não frequentam mais a Vila de Sesimbra.
 
Muitos classificaram a comunidade sesimbrense como uma comunidade rude, ingrata e com complexos de inferioridade, que por vezes se junta para agredir e humilhar quem “é de fora”. Estar bem inserido na comunidade ou ser por lá conhecido, é a única forma das camadas mais jovens frequentarem Sesimbra sem correrem riscos de terem problemas.
 
Ao que a sesimbracultural.pt apurou, muitos dos locais causam desacatos e acabam com a protecção da restante comunidade. No fim, culpam sempre os outros. Há uma necessidade local de manter a imagem dos habitantes, que é autodesignada pelos próprios sesimbrenses de “gente humilde e laboriosa”.
 
Os habitantes da freguesia da Quinta do Conde, que pertence ao Concelho de Sesimbra, também não escapam ao bairrismo possessivo dos “pexitos”.
 
“Muitas vezes abordam as pessoas para as humilharem e se afirmarem. Se nos defendemos ou reagimos metem-se todos na confusão. Eu praticamente só lá vou para ir à praia, senão nem metia lá os pés”.
 
“Os habitantes de Sesimbra não prestam, eu digo por experiência própria. Têm complexos de inferioridade”, contaram os internautas.