web analytics

Município de Sesimbra é o menos transparente do distrito de Setúbal

pelourinho

O município de Sesimbra, liderado por Augusto Pólvora, foi considerado o menos transparente do distrito de Setúbal.
 
Os respectivos resultados, divulgados pela “Transparência e Integridade Associação Cívica” ou TIAC, uma organização não-governamental que avalia o grau de transparência de cada autarquia em 76 indicadores de informação, tais como organização, composição social e funcionamento do município, planos e relatórios, impostos, taxas, tarifas, preços e regulamentos, relação com a sociedade, contratação pública, transparência económico-financeira e transparência na área do urbanismo, colocaram a autarquia de Sesimbra na 213ª posição do Ranking Nacional e na última posição distrital.
 
O município do Montijo, presidido por Nuno Canta (PS), ocupa a primeira posição no distrito de Setúbal.
 
O autarca montijense, afirmou à imprensa, que o índice de transparência de municípios era “um princípio ético fundamental para avaliar a qualidade do trabalho da gestão autárquica e do desenvolvimento da democracia local”.
 
Um inquérito efectuado pelo site Sesimbra Cultural, já teria apurado também, durante este ano, segundo a opinião dos internautas sesimbrenses, quem teria sido o melhor Presidente da Câmara de Sesimbra até ao momento, tendo o actual executivo municipal de Sesimbra (CDU) ficado na última posição com apenas 11% dos votos.
 
Os anteriores Presidentes da Câmara de Sesimbra, Ezequiel Lino (ex-CDU) e Amadeu Penim (PS), obtiveram um empate técnico, ambos com 45 % dos votos.