web analytics

Estudo sugere que maioria dos funcionários públicos em Sesimbra não são naturais do concelho

AF

Um estudo efectuado nas redes sociais, nos últimos 6 meses, pelo site Sesimbra Cultural, indicou que a maioria dos funcionários públicos em Sesimbra não são naturais do concelho.

Durante o estudo, foram investigadas cerca de 750 contas registadas no Facebook de utilizadores que residem em Sesimbra.
 
Os resultados, indicaram, que 62% dos utilizadores analisados seriam oriundos de outros concelhos, e que apenas 38% eram naturais de Sesimbra.
 
O Alentejo e concelhos vizinhos (Distrito de Setúbal) foram as zonas mais visadas.
 
Em Sesimbra, os residentes têm vindo a afirmar regularmente que a política estratégica dos comunistas (CDU), “está a mandar os jovens nativos embora da própria terra”, por falta de oportunidades de emprego, habitação e nepotismo, para garantirem uma maioria.
 
De acordo com o Diário da Região, a performance do Partido Comunista Português (CDU), que tem no distrito de Setúbal uma das regiões do país com a sua maior influência social, política e eleitoral, “conheceu no ano de 2015 a confirmação da resiliência da sua força no distrito”.
 
Segundo o mesmo jornal, após o “bom resultado nas eleições Autárquicas de 2013”, nas Legislativas de Outubro a coligação dirigida pelo PCP, obteve, no distrito de Setúbal, resultados muito próximos dos que tinha registado no ano de 2011, recuando menos de 1% e mantendo os quatro deputados eleitos por Setúbal.