web analytics

PCP conseguiu escrever resposta sobre donativos do BES antes de artigo do Público ser publicado

avant

Antes do artigo do Público ter sido noticiado sobre os donativos do BES/Novo Banco à Festa do «Avante!», o PCP conseguiu antecipar uma justificação de calúnia ou cabala, rotulando os factos apontados no artigo pelo jornal o Público, como uma “peça para tentar atribuir ao PCP práticas e procedimentos que em absoluto rejeita”. Foram muitas as testemunhas nas redes sociais que constataram este fenómeno de velocidade da imprensa comunista.
 
O documento do Jornal o Público refere que O PCP “solicita que o BES mantenha o apoio à realização da Festa do Avante”
Ora , obviamente que aqui a palavra chave do artigo é “mantenha” pois denota uma pratica habitual e não única.

 
A ser assim o PCP/ Festa do Avante deveria de avançar já com uma queixa crime junto do MP porque está a constatar uma burla de alguém que se abotoou duma soma de 11.000,00 € , só neste ano, em seu nome e há que saber quem foi na nossa opinião.
 
Doutra forma , se houve donativo , recomendamos que não se esqueçam de pagar o Imposto de Selo para não serem acusados posteriormente de evasão fiscal.
 
Sendo o PCP/CDU apologista de ditaduras do proletariado, regimes totalitaristas ou de partido único, aparenta preocupar-se mais em tentar condicionar a verdade do que em apurar a própria verdade, atacando regularmente a imprensa livre e democrática que expõe actos ou políticas que escondem.

Tentando a todo o custo omiti-las do maior número de pessoas e entrando em controvérsia cada vez mais com a sua própria ideologia.
 
Bernardino Soares, quando chegou à CM de Loures e se deparou com o estado das contas deixadas pelo PS, tornou-se num feroz “neo-liberal” e até ganhou a alcunha de “Vitor Gaspar de Loures”.
 
Muitas das vezes os militantes recorrem a abordagens violentas ou agressivas na expectativa de intimidar e ofender toda a gente que os denuncia, típico de quem sabe que não tem razão e tenta condicionar os outros através de tácticas sujas ou golpes baixos.
 
Prova disso foi a atitude de Augusto Pólvora, Presidente da Câmara Municipal de Sesimbra ao ter feito uma intimação ao nosso site, ameaçando constituir arguido o gestor num processo crime após os manifestos de indignação pelo facto do actual executivo e do Presidente da Junta de Freguesia do Castelo, Francisco Jesus (também Vice-Presidente da ANAFRE) terem-no deixado “pendurado” a disponibilizar horas de trabalho essenciais ao seu sustento na promoção de Sesimbra durante quase três meses, mediante uma troca de e-mail´s efectuada onde foi considerada uma compensação pelo tempo disponibilizado e o reconhecimento merecido do mérito e trabalho em curso desde 2011.
 
cdusss
 
O Site que melhor promove a região de Sesimbra na internet há três anos, continua sem apoios camarários e do comércio local que tem vivamente beneficiado com o projecto, mediante as receitas turísticas obtidas pelo impulso de turistas encaminhados para Sesimbra.
 
Augusto Pólvora, o líder da CDU em Sesimbra que alega defender a liberdade, o povo e os trabalhadores, informou ainda no e-mail dirigido ao gestor, que “a Câmara Municipal nunca esteve contra o site como insistia em sugerir, e muito menos contra a sua pessoa e que prova disso foram as propostas de colaboração que lhe foram endereçadas, todas semelhantes às que utilizam para a comunicação social local, e para as quais nunca obtiveram resposta concreta.”
 
Além duma distorção da verdade ou de uma antítese da realidade ao abrigo do poder, foram muitas as abordagens para promoção desde o inicio do projecto, via E-mail e via Facebook, provenientes de entidades responsáveis por eventos locais e workshops em conjunto com a autarquia devido a não haverem opções eficazes ou melhores de difusão na internet.
 
Todo o público que acompanha a Sesimbra Cultural sabe da atitude da CDU desde 2013 e testemunha o boicote ao maior projecto de sempre na blogosfera sesimbrense com o intuito de desvalorizá-lo, não conseguindo a actual equipa autárquica proporcionar nem um 1/4 do nível de desempenho do site, mesmo com uma recente ajuda de terceiros. Continuando assim, desta forma, a ser o melhor meio de promoção digital com encargos anuais e laborais mas sem apoios.
 
Sesimbra possui necessidade de alcançar outros mercados. Mercados esses, segmentados já pelo site sesimbrense, em Portugal, na Europa e em outros continentes.
 
Devido aos quase 90 dias de trabalho disponibilizados quase a full-time pelo gestor para demonstrar algum nível de produtividade na promoção de Sesimbra à Autarquia, para muitos empresários aumentarem as suas receitas no Verão com o turismo e respectiva compensação ausente, o Natal do gestor deste site não vai ser de todo o melhor.
 
O respectivo caso foi reportado ao Grupo Parlamentar e ao Comité Central do PCP mas foi completamente ignorado.