web analytics

Paulo Morais: Conhecido por denunciar a promiscuidade política em Portugal vem a Sesimbra

Paulo Morais

“Da corrupção à crise”

Paulo Morais  cada vez mais admirado e congratulado pela massas portuguesas por denunciar a promiscuidade entre o poder político e económico vem a Sesimbra a convite do Partido Socialista.
 
Após os resultados das últimas Europeias é necessário reflectir sobre os interesses que se geram à volta da política em Portugal e que afundou o país em dívidas, deixando milhares de portugueses sem emprego.
 
A classe política começa realmente a demonstrar-se preocupada e pretendem a todo o custo que a população volte a acreditar na Política, sendo também necessário não esquecer o passado da Europa.
 
Paulo Morais tem fortemente denunciado em diversos meios de comunicação social, a corrupção e a promiscuidade entre os poderes políticos e os poderes económicos, e a inconstitucionalidade preconizada por alguns escritórios de advogados, ao serem redactores das leis nacionais, e ao mesmo tempo representantes nos meios judiciais de entidades que se deparam com essas mesmas leis.
 

pm

 
Porém, para além de ser necessário contornar a situação combatendo a prosmiscuidade é fundamental mudar as mentalidades e fazer algo para mudar o país. Sobretudo pelos nossos filhos e netos ou pelas futuras gerações.
 
A guerra de interesses políticos não pode prejudicar as populações, não deve prejudicar quem sustenta a máquina. É urgente a implementação de uma democracia participativa, sendo o referendo a principal ferramenta de governação, para que no futuro, as Assembleias, as Câmaras e os Governos sejam Orgãos ao serviço da população e não ao serviço de obscuros desígnios que é tudo menos a vontade das comunidades.
 
É necessário ganhar consciência política e sensibilizar todas as suas diferentes forças para reflectirem sobre os números assustadores de abstenção que cada vez estão mais a por em causa este modelo de democracia e sistema político.
 
No vídeo abaixo, “Russians” de Sting, um hit de referência que surgiu para reflexionar sobre a guerra fria e sobre o motivo do ódio entre russos e americanos, o porquê das ameaças de se destruírem mutuamente com armas nucleares sem pensar nos seus filhos, nos seus povos e o quão são ignorantes ou o quão são erradas as guerras pelas obscuridades que se geram em torno do poder.
 
 


 
Portugal evoluiu desde a queda do regime Salazarista mas perante este modelo de democracia que se revela cada vez menos higiénico ou saudável e por ser portador de interesses alheios às necessidades da população, é voltar para trás.
 
Segundo Paulo de Morais a corrupção em Portugal trata-se de um problema generalizado que deve ser combatido


 

Sesimbra na década de 60
 

Sesimbra- antes-do-25-de-Abril

Sesimbra antes do 25 de Abril

Sesimbra antes do 25 de Abril

Fotos: Portimagem