web analytics

Pescadores de Sesimbra apupam aliança Portugal na doca pesca

Doca de Sesimbra

A visita à Doca Pesca, em Sesimbra, até começou num ambiente pedagógico, mas quando os pescadores que tratavam o peixe saído dos barcos perceberam que era Paulo Rangel e Nuno Melo quem visita a lota, o clima ficou tenso.
Ambiente tenso recebe Aliança em Sesimbra.

 
Os candidatos da maioria que sustenta ao Governo foram alvo dos protestos dos pescadores, que se queixaram da falta de apoio num Inverno rigoroso que os afastou durante meses do mar.
 
“Dê mas é cá o subsídio de Inverno”, gritou um pescador mais exaltado à passagem de Rangel e Melo, explicando que teve “três meses sem ter dinheiro para dar de comer aos filhos”. Apesar de não haver bombos, nem festa, outros pescadores criticaram o “folclore” da campanha: “Andam aí à caça de votos”, protestava outro, acrescentando que a ministra da Agricultura prometeu subsídios de Inverno e “ainda não recebemos”.
 

Pescadores de Sesimbra apupam alinaça Portugal na doca                                                                                                                              Imagem RTP

 
Os candidatos do PSD e do CDS desvalorizaram os protestos. “Não tomemos o todo pela parte”, disse Rangel, lembrando que “o rendimento dos pescadores até tem aumentado”. Já Nuno Melo confessou: “Temos que estar preparados para isto”.
 
Com os pescadores mais agitados para trás, Paulo Rangel e Nuno Melo apontaram a “economia do mar” como uma das prioridades do país no futuro. Prometeram fazer todos os esforços na Europa para garantir as melhores condições para Portugal, com Rangel a dizer mesmo que o mar é “o nosso ouro azul”.
 
Nuno Melo lembrou os 7 milhões de postos de trabalho que a União Europeia quer criar à volta do mar até 2020 e considerou que “Portugal deve ser liderante, porque o mar é uma oportunidade que não pode ser desperdiçada”.
 
O cabeça de lista Paulo Rangel lembrou que a aposta no mar não pode ser circunscrita à pesca, mas tocar outros dois nichos importantes: o turismo e lazer e a Plataforma continental.
 
Paulo Rangel
 
A aliança Portugal garante que tem defendido este sector, o BE acusa o PSD e o CDS de estarem a destruí-lo. A CDU critica mais uma vez o Governo por querer fazer um Conselho de Ministros no sábado e o PS acusa o poder de “euforia propagandística”.